Translate

sábado, 26 de janeiro de 2013

20 DE JANEIRO, DIA DOS HEROIS NACIONAIS E MAE DE TODAS AS TRAICOES!

ACTUALIZADO 12/03/13

Um pouco atrasado, mas isso pouco importa ja que se trata de uma abordagem essencialmente, de natureza historica :)!

Vou tecer aqui, hoje, alguns comentarios com intuito unico de mexer com o nosso quotidiano politico e a nossa memoria colectiva nomeadamente, das nossas Gloriosas Forcas Armadas Revolucionarias do Povo, do P.A.I.G.C. e Amilcar Cabral.

1. Forcas Armadas: As mudancas estruturais que se esperam no seio das Forcas Armadas, precisam ser bem explicadas, entendidas e ter em consideracao o equilibrio necessario em termos regionais, com exigencias, a nivel do ECOWAS, de transparencias a respeito do "poder de fogo" dos restantes paises vizinhos e amigos. Pois nunca se sabe :). Por exemplo: Quando se fala de exploracao e partilha de recursos comuns com a Republica do Senegal, so se ouvem 10% e ou 15% para a Republica da Guine-Bissau... Se, para evitar complicacoes no relacionamento e consequentemente, manutencao de um bom clima de convivencia regional, nos disponibilizarmos para exploracao conjunta de recursos passiveis de gerar confusoes devido a confusa localizacao geo-territorial, a reparticao dos Resultados da Exploracao, enquanto resultado final da acao conjunta (razoes proprias me impedem de fazer referencia ao termo "Resultado Liquido do Exercicio"),  - tambem nao confundir com "Resultado Bruto da Exploracao" (obtido na sequencia da deducao dos Custos das Mercadorias Vendidas e Materias Consumidas ao Volume Total das Vendas do Periodo, com particular atencao a aplicacao de principios contabilisticos nomeadamente, de `Especializacao de Exercicios` e Materialidade` - so pode e deve depender das capacidades financeiras participativas de cada um relativamente ao volume total do investimento projetado e efetivamente realizado. E, em principio, nenhum dos pares deveria poder condicionar a participacao do outro que, em termos normais, seria de 50%  para cada lado!... NAO EXISTEM OUTROS ARGUMENTOS/CRITERIOS MAIS PRATICOS PARA ALEM DESTA PROPORCIONALIDADE  LINEAR...  Haverao problemas muito serios se essa situacao nao merecer a atencao que requer do lado das Autoridades do Senegal...
Relativamente a exploracao de Bauxite pela empresa Angolana e os referidos 10% para a Guine-Bissau, gostaria de dizer o seguinte: Nao obstante um desconhecimento absoluto do conteudo do contrato que autorizou uma empresa de um pais amigo a trabalhar dentro do territorio nacional e considerando tanto a natureza como o volume do investimento em causa, NA MINHA OPINIAO, poderemos estar perante um Contrato de Concessao de Exploracao e nao de um Contrato de Exploracao Conjunta ou um simples "Joint Venture". Todavia, sendo esse o caso, ou seja, um Contrato de Concessao de Exploracao de Bauxite, existem, desde logo, elementos contratuais importantissimos que deveriam vir ao publico e nao estao, tais como: Volume Total do Investimento a realizar; Numero Total de Anos de Concessao da Exploracao e o Montante (Dolares/Euros - se as vendas forem realizadas numa dessas moedas) das Rendas Anuais com Termos Normais Diferidas e Posticipadas e, bem como, as respetivas datas de vencimentos ao longo do Periodo de Concessao - no Fim do qual todas as infra-estruturas incondicionalmente, se reverterao a favor do Estado da Republica da Guine-Bissau. Portanto, meus caros, nao entendo a razao dos 10%... Se se trata de uma forma de compensacao em detrimento das referidas Rendas Anuais... entao a empresa Angolana arrumou simplesmente, a parte do seu compromisso financeiro para com a Rep. da Guine-Bissau, associando-a ao Risco do Negocio mas "sem expressao"... - pois, a Rep. da Guine-Bissau, nestas condicoes, recebera Zero Dolares/Euros, se nao existirem Dividendos a Distribuir e acontecera o mesmo nos casos em que, ao existirem, o Conselho da Administracao tenha decidido a Nao-Distribuicao dos mesmos. Com o caminho livre para o mercado, esta empresa so tera de acautelar a eficiencia da sua gestao economica e financeira, como se estivesse a operar dentro do territorio de Angola. 
NAO RASGUEM NADA, VAMOS DICUTIR E PROCURAR UMA VIA RAZOAVEL DE TORNAR O CONTRATO RELATIVAMENTE MAIS JUSTO PARA AMBAS AS PARTES. PELO QUE LI SOBRE A MATERIA, TRATA-SE DE UM IMPORTANTE EMPREENDIMENTO VIRADO PARA O FUTURO!...
2. As Forcas Armadas terao de criar mecanismos que possam facilitar e/ou minimizar, num futiuro muito proximo, as respectivas dependencias economica e financeira do Tesouro Publico, por exemplo: Atravez da criacao e exploracao autonoma, de cooperativas agricolas e pecuarias... Tempos loucos exigem organisacoes tambem, loucas!
Leia tambem:

a. PORQUE ACONTECEU APESAR DE OPORTUNOS CONSELHOS:

b. PORQUE ESTA A ACONTECER NO MALI:

3. P.A.I.G.C.: Que "gente, boa gente" tome conta da direccao desse historico partido nacional para que, finalmente, possa ocupar de forma justa e coerente, o lugar que a historia da Republica da Guine-Bissau lhe reserva. Seguindo a mesma linha do comentario do nosso distinto Jornalista Victor Pereira; nao se trata de querer ou desejar o desaparecimento do P.A.I.G.C. do panorama politico nacional mas sim, que esse Grande Partido, de uma vez por todas, tome conta de si mesmo e saiba cumprir para com o seu designio em termos nacional e quica, internacional, face as expetativas de varia ordem que suscita junto do nosso povo e de congeneres internacionais nomeadamente, o A.N.C, Partido Comunista Chines, Russia, Paises Escandinavos, etc. etc.

"A cobardia e medo nao apenas destruiram a caminhada do filho da madrasta em direcao a N`Tchanha como o conduziram a morte precoce!... N`Tchanha, terra de sonho das nossas criancas e jovens!"

4. Amilcar Cabral: Remeto-vos para um artigo de relevante valor historico depositado no site "Projecto Guine-Bissau Contributo" de autoria do Dr.Ricardino Teixeira,


Ja nao era sem tempo para se conhecer a versao guineense sobre esse tragico acontecimento e grande traicao que foi o assassinato do Sr. Eng. Amilcar Cabral, ha 40 anos, em Conakry.
Nao escondo a minha satisfacao e permita-me agradecer os seus distintos prestimos nessa materia. Porem, um trabalho cabal, como referiu, deveria nao excluir nem "Gatos" e nem "Catchur" - todos contam para que racionalmente,  se possa chegar a um resultado de pesquisa o mais consensual possivel - assim exige investigacao com mente aberta e transparente, em outras palavras; a objetividade!
Sobre a materia em causa, existem obras de toda a ordem, no mercado dos livros, uns procurando mais fama do que o empenhamento serio e portanto, profissional, para, custe o que custar, trazer ao publico a verdadeira versao sobre a materia... Por esta e outras razoes, sugeria a constituicao, a nivel nacional, de uma equipe multidisciplinar e multideologica, para produzir a versao guineense sobre o assassinato de Amilcar Cabral. 40 anos depois, boa razao para lancamento desse monumento historico e que, estruturado a varios niveis, haverao de brindar as nossas criancas e jovens - da Primaria a Complementar dos nossos Liceus...

Manter viva e para sempre, tanto a chama como os ensinamentos dos bons e distintos filhos da Republica da Guine-Bissau!

Honra e Gloria aos nossos Herois Nacionais!
Honra e Gloria a Amilcar Cabral!

VIVA A REPUBLICA DA GUINE-BISSAU!

Viva a unidade nacional na diversidade!

RESPEITO A VIDA! RESPONSABILIDADE E SENTIDO DE ESTADO AOS NOSSOS DIRIGENTES NACIONAIS!

EM TODAS AS CIRCUNSTANCIAS PROCUREM SEMPRE SER JUSTO, TRANSPARENTE, COERENTE E LEGAL NAS VOSSAS DECISOES!

Disse!

Blufondam