Translate

quarta-feira, 5 de março de 2014

TOROSSA 2: O ESSENCIAL

Vivemos mal, nao mudamos e tudo continua muito mal entre nos. Em parte, esta situacao deve-se ao defice de conhecimentos de gente que nos tem dirigido mas tambem, de todos os quadros que falam sobre assuntos que desconhecem, espalhando mais confusoes e sombras nas mentes de gente comum.

Todos os paises do Mundo teem identificados as suas fontes de rendimentos associadas a recursos proprios. A utilidade desses recursos proprios, por sua vez, determina o valor intrinsico refletido pelo preco que interessados estarao dispostos a pagar para os conseguir. E e desta forma que, no nosso caso, podemos recolher, guardar, aplicar e/ou distribuir riquezas nacionais - elementarmente falando!

Ter boas escolas para os nossos filhos, boas ou justas condicoes de saude para as nossas maes, criancas e populacoes em geral, boas vias de cominicacao e transportes, distribuicao de agua potavel e energia etc. etc. sao aplicacoes de recursos conseguidos da forma explicada no paragrafo anterior - as quais se juntarao receitas provenientes dos impostos, taxas e emolumentos afins...

Nao se pode distribuir/aplicar o que nao se tem e/ou se tem mas nao esta disponivel! O nosso problema reside aqui, nestas pequenas mas importantissimas linhas! :)  :)!

Algumas mentes continuam a difundir conteudos errados na nossa praca publica, porque assentes no fundamento de `maos estendidas` para a Suissa, Reino Unido, Portugal, Franca, Estados Unidos da America, Russia, Arabia Saudita, Irao, Espanha, etc. etc. para se conseguir fundos para aplicar nas varias areas nomeadamente, as acima referidas. Para essas pessoas, nao e essencial fonte tao importante porque recheada de recursos de utilidade incomensuravel como os nossos mares. Nem sequer compreendem os motivos porque a O.N.U. esta profundamente empenhada nessa materia, como forma de prevencao de conflitos no Mundo. Mas falam e hao-de continuar a falar intensamente, sobre a distribuicao e aplicacao da riqueza - inocentemente, claro - porque, para elas, ai reside o essencial para a nossa querida e amada patria!... Teremos que mudar, se nao quisermos continuar nessa vida de pedinte internacional, como forma de conseguir os meios de que carecemos, para satisfazer o nosso `essencial`.

Tiveram ate a coragem de pedir aos `bloguistas e opiniao `makers` para seguirem e divulgarem as suas opinioes sobre o que acham `essencial` para a Guine-Bissau - portanto, distribuindo gratuitamene a mediocridade!

Ninguem deseja guerra! Porque, ela (a guerra) deixa sempre, a qualquer um, marcas e sequelas indesejaveis e, por vezes, para o resto das nossas vidas. Todavia, as vezes, ela pode constituir uma grande `porta` para um futuro melhor - e a chamada `guerra necessaria` - por exemplo, quando numa situacao de `TOROSSA` o nosso interlocutor posiciona-se arrogantemente, de costas voltadas ao dialogo. Tal assim e que ja se verificaram confrontos diretos `curto mas muito intenso` - nas palavras do meu/nosso saudoso amigo e irmao, Dr. Elisio Bento de Carvalho (paz a tua alma).

A guerra, portanto, esta a nossa espera! Ela poderia ser evitada se existisse vontade minima das partes contrarias, tanto ao Norte como no Sul, sobre as emendas necessarias a nivel dos tracados das nossas Zonas Economicas Exclusivas. Tambem se deve estranhar o silencio da C.E.D.E.A.O. relativamente a este assunto - que, repito, ja provocou incidentes graves entre dois paises membros da organizacao.  

Como `bons guineenes` arrancaram o negativo de um contexto complexo, porque de varias proveniencias (websites, blogs e dinamicas de processos judiciais, Tribunais Arbitrarios e Acordos Injustos) e saltaram para a ribalta, fazendo do mesmo `slogan` - tudo o resto nao conta!

A essas mentes, igualmente, posso garantir de que a `guerra` nao e e jamais sera, propriedade de gente incivilizada. Que ela nao passa apenas de uma opcao, de entre varias, em tentativas de resolucao de problemas.

Um grande abraco aos meus compatriotas - na Guine-Bissau e espalhados pelo Mundo fora!

Blufondam
(Dianti ki caminhu!)